domingo, 26 de agosto de 2012

MITOS DA CRIAÇÃO DO MUNDO E DO HOMEM

1 TEMA
: MITOS DA CRIAÇÃO DO MUNDO E DO HOMEM
2 AUTOR:
Déborah Batista Cássaro / E-mail: devorahcassaro@yahoo.com.br
3 SÉRIE
: 4ª série
4 IDADE
: 9 anos
5 OBJETIVO
: Identificar a influência dos mitos para o desenvolvimento do ser humano e da sociedade.
6 FUNDAMENTAÇÃO PEDAGÓGICA
Originária do grego, mythos é derivado de dois verbos: mytheyo – contar, narrar e mytheo - conversar,contar, anunciar, nomear, designar, o
termo mito, com o passar do tempo, adquiriu diferente significado.
É indispensável a vida social, na medida em que fixa modelos de realidade e de atividades humanas. “O mito não se justifica, não se contesta;
portanto nem se presta a critica ou a correção. É ilógico e irracional e não pode ser provado nem questionado”.
Os mitos fazem parte da vida do homem, são transmitidos através de varias gerações e são indispensáveis na vida social, por fixarem
modelos e ações humanas, construindo a realidade vivida pelo grupo social. Eles agem silenciosos e influenciam nossas relações com as pessoas e com
o mundo que nos cerca; portanto conhece-los ajuda-nos a compreender nossa historia, nossa cultura, crenças e valores, pois mito e razão se
complementam. Os mitos culturais influenciam a formação dos mitos familiares, que influenciam diretamente os mitos individuais, interferindo na
formação e conduta das pessoas. Neste processo a família, considerada o fundamento básico e universal da sociedade, que tem como funções a
proteção, cuidado, educação e preservação de seus filhos que sofrem a influência de uma história familiar que compreende várias gerações,e recebe
uma série de missões e projeções, é aos nove anos de idade que as crianças passam a racionalizar seus pensamentos e suas crenças, procurando as
razões, os porquês por trás de um problema ou de um fato, eles também possuem um grande afã de crescer e manifestar interesses pela sua anatomia
interna, a sua personalidade é mais expressiva, os seus gestos, são mais seus e eles se sentem consciente de si mesmos como pessoa, reconhece
algumas das diferenças em relação aos outros e expõe-nas. Pensa muitas vezes em "si mesma".Assim, as próprias crianças passam a analisar os
padrões de comportamento ensinados pela família e sociedade.
Na base do núcleo familiar esta o casal que da início a esta formação e trazem expectativas, crenças, valores, ritos, e mitos, que precisam
ser compartilhados e organizados, através do encaixe e ajustes necessários, na busca de consenso e da diferenciação da família de origem, a fim de
construir o relacionamento e obter uma convivência equilibrada e madura emocionalmente.
Numa linha do tempo, a família caminha atravessando determinados momentos em seu ciclo de vida, e passa por etapas características
como o casamento, o nascimento dos filhos, o ingresso dos filhos na vida escolar, a adolescência, a saída dos jovens de casa ou seu casamento, a
aposentadoria e a morte. Evidências apontam que o stress familiar costuma ocorrer nos pontos de transição do ciclo de vida, podendo levar a família
a passar por períodos de disfunções, conflitos e crenças, provocando desgastes e consumindo boa parte da energia familiar; pode levá-los a adoecer
e a buscarem a reorganização ou reconstrução de seus mitos.
A família tem como papel garantir a pertença e ao mesmo tempo promover a individualização dos filhos, mas lhes impõem desde o
nascimento, mesmo sem o saber, expectativas, valores e sonhos sobre como devem ser, e se comportar tanto no seio familiar como no mundo em
que vivem. Isto pode marcar profundamente seu desenvolvimento, impondo-lhes tarefas não condizentes com suas capacidades, aptidões ou
desejos.
Os mitos da criação do mundo e do homem, dão a cada família certa identidade, pois existem vários mitos em uma família e na formação
de cada nova família há a influência dos mitos da família de origem que precisam ser negociados e necessitam de tempo para que possam ajustar-se
e efetuar o encaixe mítico. Assim os mitos familiares tanto podem ser nocivos, aumentando os estresses familiares, como benéficos, estreitando a
relação entre os membros da família. Dessa maneira, o contexto familiar propende a influenciar grandemente o comportamento de seus
componentes, tanto positiva como negativamente.
Conhecer e compreender os mitos da criação do mundo e do homem e sua influência sobre o desenvolvimento de comportamentos de
seus membros pode tornar-se ferramenta importante no planejamento das ações dos profissionais da área da educação. Acredito que conhecer a
história da família, através de pesquisas, levará o profissional na área da educação não apenas a detectar seus problemas, relacionados aos mitos
mas também compreender seu modo de ser e viver em sociedade.
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ
CENTRO DE TEOLOGIA E CIÊNCIAS HUMANAS
ÁREA DE EDUCAÇÃO
CONHECIMENTOS E METODOLOGIAS III
Ano: 2007 Período: 5
o Semestre: 1o
Aluna estagiária:
Déborah Batista Cássaro
Profº. Supervisor:
Sérgio Rogério Azevedo Junqueira
Turma:
4ª Série Idade: 9 anos
Programa de aula
TEMA: Mitos da criação do mundo e do homem
OBJETIVO: Identificar a influência dos mitos para o desenvolvimento do ser humano e da sociedade.
Temas de estudo
História
Geografia
Ensino Religioso
Encaminhamentos da aula
Procedimentos metodológicos
Primeiramente será trabalhado a alteridade, e faremos um
debate sobre, a valorização de si mesmo e do outro, as pessoas e
suas diferentes crenças e seus mitos, será trabalhado o lado social,
cultural e emocional da criança, que elas interagem na aula,
tirando suas dúvidas nos livros com o professor e até mesmo com
seus colegas. Em seguida iremos trabalhar a formação cultural e a
configuração do espaço, iremos dar enfoque as contribuições das
diferentes etnias, os diferentes tipos de mitos encontrados em
diversos espaços, elaborando cartazes sobre o assunto. E para
finalizar iremos tratar sobre o impactos produzidos pelas
transformações que a família brasileira sofre, em diferentes
tempos e espaços.
Recursos didáticos
Livros didáticos
Cartolina
Canetinha
Revistas
Lápis de cor
Cola
Procedimentos de avaliação
Pela participação do aluno
em sala de aula;
Pelas suas produções
escritas e orais.
Referências
Observações
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ
CENTRO DE TEOLOGIA E CIÊNCIAS HUMANAS
ÁREA DE EDUCAÇÃO
CONHECIMENTOS E METODOLOGIAS III
Ano: 2007 Período: 5
o Semestre: 1o
Aluna estagiária:
Déborah Batista Cássaro
Profº. Supervisor:
Sérgio Rogério Azevedo Junqueira
Turma:
4ª Série Idade: 9 anos
Programa de aula
TEMA: Mitos da criação do mundo e do homem
OBJETIVO: Identificar a influência dos mitos para o desenvolvimento do ser humano e da sociedade.
Temas de estudo
História
Geografia
Ensino Religioso
Encaminhamentos da aula
Procedimentos metodológicos
Primeiramente iremos trabalhar a diversidade das opções
religiosas, mostrando que os mitos se referem aos níveis mais
profundos, a temas e interesses que transcendem a experiência
imediata, o senso comum e a razão: Deus, a origem, o bem e o
mal, o comportamento da sociedade, através dessa atividade os
alunos iram fazer uma reprodução textual. Após iremos trabalhar
as formações do território paranaense e brasileiro, identificando
no mapa as sociedades multiculturais e suas diferentes etnias.
Na seqüência iremos elaborar uma propaganda, fazer panfletos
com o tema, enfatizando que o mito tem por finalidade acomodar
e tranqüilizar o homem, que vive num mundo inseguro,
assustador e muitas vezes hostil.
Recursos didáticos
Mapa
Sulfite
Lápis de cor
Camêra
Canetinha
Internet
Procedimentos de avaliação
Através da participação,
interesse e integração com as
atividades;
Verificar se o aluno
reconhece e respeita as
diferenças religiosas no
convívio social.
Referências
Observações
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ
CENTRO DE TEOLOGIA E CIÊNCIAS HUMANAS
ÁREA DE EDUCAÇÃO
CONHECIMENTOS E METODOLOGIAS III
Aluna estagiária:
Déborah Batista Cássaro
Profº. Supervisor:
Sérgio Rogério Azevedo Junqueira
Turma:
4ª Série Idade: 9 anos
Programa de aula
TEMA: Mitos da criação do mundo e do homem
OBJETIVO: Identificar a influência dos mitos para o desenvolvimento do ser humano e da sociedade.
Temas de estudo
História
Geografia
Ensino Religioso
Encaminhamentos da aula
Procedimentos metodológicos
Iremos dar início a aula indo ao laboratório de informática, e
fazendo uma breve pesquisa sobre valores que aproximam as
pessoas de diferentes religiões, e pesquisaremos figuras de
diversas religiões. Iremos dividir a turma em grupos para que eles
escolham uma religião, e montem uma maquete organizando os
espaços de vários municípios, do estado, do país, escolhendo uma
religião e os mitos encontrados nela, procurando lembrar o que
vemos e ouvimos na mídia como agente modificador e o que nos
leva a seguir e viver esses mitos.
Recursos didáticos
Internet
Isopor
Papéis coloridos
Cola
Tesoura
Livros
Procedimentos de avaliação
Pela participação em sala;
Elaboração da maquete;
Verificar se o aluno
demonstra nas atividades o
entendimento de que existe
influência do mito no
desenvolvimento do ser
humano e da sociedade.
Referências
Observações

SolBatt agradece sua visita!